XP: RADAR GLOBAL - O maior IPO da história (20/10/20)

Estrategista internacional da XP faz panorama diário, análises de cenário internacional e ações globais
20/10/2020 - Real Invest
Real Invest

Por Guilherme Giserman - Estrategista Internacional XP


CRO

Bolsas internacionais em território neutro para positivo nesta manhã. (EUA +0,7% e Europa -0,1%) com avanço em negociações sobre o pacote de estímulos, colocando em dúvida o consenso de que nada seria aprovado pré-eleição.



Coronavírus: Itália introduziu novas restrições ao funcionamento de restaurantes e aglomerações, após registrar recorde de 11,7 mil novos casos no domingo.

Indicadores: EUA –  Início de construção residenciais às 9:30h.


EMPRESAS

Temporada de Resultados do 3T20 – Hoje: Netflix, UBS, Philip Morris e Procter & Gamble.

Alibaba anunciou um investimento de US$ 3,6 bilhões na rede de hipermercados Sun Arts, aumentando sua participação na empresa de 21% para 72%. A Sun Arts possui 481 unidades na China e é a líder no segmento, com 14% de market share. O investimento vai impulsionar a presença online da varejista, ampliar a capacidade de distribuição e armazenamento, além de aumentar a concorrência com o Walmart (10% de market share na China).

Por falar em varejo chinês… as vendas via e-commerce totalizaram US$ 1,2 bilhão em setembro, acumulando alta de 10% no ano.

E o maior IPO da história: O Ant Group, braço financeiro do Alibaba recebeu aprovação para sua listagem em Hong Kong. O IPO, que ocorrerá simultaneamente também em Xangai, pode levantar US$ 35 bilhões, avaliando a empresa em ~US$ 300 bilhões. Se concretizada, a operação representaria a maior oferta da história, superando o IPO da Saudi Aramco (US$ 29 bilhões) em 2019. O Ant Group é dono do app Alipay, que processou U$17+ trilhões em pagamentos nos últimos 12 meses.

Apple: Estimativas preliminares apontam para a venda de 2 milhões de unidades do iPhone 12 nas primeiras 24 horas de pedidos (vs. 800 mil iPhones 11 em 2019), impulsionadas pelo mercado chinês. A demanda na China pelo iPhone 12 Pro, mais especificamente, superou as expectativas e o país já representa 35-45% das vendas globais do produto.


ANÁLISES

Exportações chinesas: As exportações da China representam ~17% das exportações globais, no acumulado de 2020 (vs. ~13% em 2019). A maior representatividade é reflexo da maior demanda por equipamentos de proteção individual e por produtos eletrônicos durante a pandemia. O fato do país ter saído mais rápido da pandemia certamente ajudou.

Você pode gostar de