Movimento especulativo é ilegal? Entenda o Caso da GameStop

Compreenda o caso de
29/01/2021 - Real Invest
Real Invest

Uma comunidade de usuários – pequenos investidores individuais - do Reddit (fórum de discussões) se organizaram para comprar ações da GameStop, empresa americana voltada para os produtos de videogames.


O objetivo era inflar os valores dos papéis dessa empresa, provocando um prejuízo nas instituições que confiavam na desvalorização.


Isso resultou na valorização do papel em mais de 100% na Bolsa de Valores. O movimento desafiou e contrariou as expectativas dos analistas e dos grandes investidores de Wall Street institucionais.


Mas, isso é normal?


O ato de apostar contra/queda de uma ação é conhecido, no mercado financeiro, como “short”, numa lógica de operar vendido num determinado papel.


É uma prática comum, de natureza especulatória e que apresenta riscos. É importante ter em mente que a bolsa de valores é influenciada pelas expectativas em relação a uma determinada empresa.


De modo geral, empresas de capitais abertos divulgam relatórios e que ajustam as expectativas dos investidores e analistas ao longo do tempo.  


Com a chegada de novos investidores, o aumento de CPF na bolsa e o avanço tecnológico, tais expectativas começam a não só depender da atuação e transparência das empresas. O comportamento de manada é um exemplo.




Um grupo de indivíduos reagindo todos da mesma forma ou se coordenando para tal gera um impacto significativo no comportamento de um papel. Principalmente, se pensarmos na posição e organização deste grupo.


Por conta disso, é possível sim pensar que poderá haver outros movimentos do gênero, não somente em Wall Street.


E isso pode acontecer no Brasil?


O movimento especulativo que aconteceu em Wall Street despertou a atenção dos brasileiros que iniciaram um movimento em um grupo do Telegram chamado Short Squeeze IRB, numa tentativa de replicar o que aconteceu com a GameStop.


Ontem (28/01) a ação teve uma valorização de 17,82%.


Esse tipo de organização é uma sinalização para a mudança no mercado financeiro.


Há uma nova massa de investidores, que não são especializados e que estão focados nas oportunidades, sem a preocupação das consequências dos atos.


É válido lembrar que no Brasil, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM), considera essa prática de ataque especulativo ilegal e pode gerar penalidades.


Assim como Wall Street não deixará o movimento passar impune.




Texto por Renatha Sabino (Assessora Real Invest)

Você pode gostar de